A promotora Cristina Hodas, do Fórum Regional do Ipiranga, considerou que houve tentativa de homicídio na agressão ocorrida em frente ao Instituto Lula em 5 de abril.

Ela transferiu na semana passada o inquérito para a Promotoria no Tribunal do Júri, que é responsável por crimes contra a vida.

O empresário Carlos Alberto Bettoni, de 56 anos, foi agredido por três apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no dia em que foi expedido o mandado de prisão contra o petista.


05/05/2018

Com informações do G1