O Procurador Geral de São Paulo, Gianpaolo Smanio, anunciou nesta terça-feira (15) manter o processo que investiga o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) por eventual improbidade administrativa na Promotoria do Patrimônio Público.

Na semana passada, Smanio pediu a remessa da investigação para verificar a sua competência, mas o promotor Ricardo Manuel Castro discordou e recorreu.

Alckmin é investigado por supostos repasses de cerca de R$ 10 milhões para campanhas do tucano, que constam da delação da Odebrecht.

+++ Maninho do PT e seu filho estão foragidos


15/05/2018