O governador Márcio França (PSB) anunciou neste domingo (13) o fim do trabalho de buscas por corpos nos escombros do edifício Wilton Paes de Almeida, no Largo do Paissandu, região central da capital.

Segundo o governador, cabe a Prefeitura dar destino para a área. A administração municipal já teria demonstrado interesse em requisitar a área para o governo federal, atual proprietário.

+++ Zerar a fila habitacional da cidade de São Paulo custaria R$ 46 bilhões, diz Prefeitura

+++ Minha Casa Minha Vida beneficia apenas 8% dos mais pobres em São Paulo

“Chegou ao fim. A gente, a partir de agora, entrega à prefeitura para que ela possa dar o destino melhor da área”, disse o governador.

Foram identificados 4 mortos nos escombros. Outras 4 pessoas continuam desaparecidas.

“O máximo que a gente pode fazer [de buscas] do ponto de vista de profundidade é essa. Os corpos que foram achados são aqueles que vocês já anunciaram, o resto não deve ter mais existência, deve ter sumido junto com toda a situação, porque é muito calor, o corpo desaparece praticamente, é comum nesse tipo de tragédia.”, acrescentou Márcio França.

+++ Ministério Público Federal instaura oficialmente inquérito sobre prédio

Relacionados