Alckmin culpa crise econômica por atrasos no Metrô de SP

Durante sabatina promovida pelo UOL, SBT e Folha de S. Paulo, o ex-governador e agora pré-candidato à Presidência da República, Geraldo Alckmin (PSDB) culpou a crise econômica pela qual passa o país pelos atrasos em obras do Metrô.

“É natural que a imprensa não reconheça nada. Não teve crise no Brasil? Os Estados não pagam nem salário. São Paulo não atrasou nada. Manteve uma carteira de investimento. Agora tem empresa que quebra. O que posso fazer?”

Prisão de Azeredo

Sobre a ordem de prisão contra o tucano e ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo, Alckmin disse que o partido “não é imune à críticas” e “não passa a mão na cabeça” de corruptos e que decisão da Justiça deve ser cumprida.

Paulo Preto

O pré-candidato também disse que não tinha conhecimento que o ex-diretor da Dersa Paulo Preto possuía R$ 113 milhões em contas no exterior. “Se isso for provado, tem que dizer a origem do dinheiro”, afirmou o tucano.


23/05/2018