13/04/2018


O ex-prefeito João Doria virou réu em processo que apura suspeita de pagamentos ilícitos pelo consórcio vencedor para a ex-diretora do Ilume, Denise de Abreu.

A decisão do juiz Alberto Muñoz vem um dia após Doria ir a rádio Jovem Pan e dizer que, ao contrário do governador Márcio França, não respondia a processos.

Segundo o Jota, ele foi tornado réu pelo juiz Alberto Muñoz na ação popular que questiona a PPP por suspeita de que houve pagamentos ilícitos a Denise Abreu, ex-diretora do Departamento de Iluminação da Prefeitura de São Paulo pelo consórcio FM Rodrigues/CLD, que venceu a licitação.

Informações: BR18 e JOTA