Prefeitura suspende contrato com empresa que instalou câmera em poste que matou um estudante durante o pré-carnaval

09/02/2018


A Prefeitura de São Paulo suspendeu o contrato com a Dream Factory, empresa responsável pela instalação de 200 câmeras extras pela cidade, incluindo a câmera cuja fiação elétrica matou o estudante Lucas durante o pré-carnaval da cidade de São Paulo.

A Prefeitura, no entanto, assegura o funcionamento de outras 2 mil câmeras de segurança do programa City Câmeras, Polícia Militar e CET.



Relacionados